Celulares tecnologia assuntos variados PontoABC já

Trabalho escravo infantil

Trabalho escravo infantil



5,5 milhões de crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos trabalham no país. 5 milhões de crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos não estudam por causa do trabalho. Números preocupantes, que não deveriam nem existir dada a época em que nos encontramos. Século XXI e tantas crianças perdendo sua infância, seus estudos para trabalhar! E muitas vezes trabalhar em troco de nada, ou em troco de comida e um lugar para morar. É vergonhoso. O problema se concentra principalmente no Nordeste brasileiro, onde metade dos jovens acometidos por essa situação se encontram. A baixa renda familiar faz com que os pais obriguem seus filhos pequenos trabalhar para ajudar nas despesas. Aí eu penso comigo: ficam fazendo cada vez mais filho para "ajudar nas despesas" mas cada filho a mais é também despesa a mais. Métodos contraceptivos existem há tempos, se não tem condições de adquirir o governo dá. Se não há condições de criar um filho com dignidade então para quê tê-los?

trabalho escravo infantil

Trabalho infantil é proibido por lei e suas formas mais nocivas constituem também crime! Mas como nesse país aparentemente apenas quem rouba um pote de margarina ou uma galinha para matar a fome é que vai preso, provavelmente teremos que conviver e ouvir falar disso por muitos e muitos anos.
É claro que quando se fala de trabalho infantil não se refere a passar uma vassoura na casa e lavar uma louça. Trabalho infantil é uma criança perder a melhor época de sua vida com uma enxada nas mãos durante horas a fio abaixo de sol e chuva, para no fim do dia quem sabe ganhar um saco de batatas podres.

trabalho escravo infantil

Mas por que o governo deveria se preocupar com isso? Não está atingindo a eles. A pobreza parece não ter mais solução nesse país subdesenvolvido, parece não ter mais importância. "Sempre houve pobres e sempre haverá"? Se o governo investisse em educação, escolas, qualificações e cursos gratuitos talvez esses números diminuissem. Os membros das famílias pobres fariam esses cursos, se qualificariam em algo e então conseguiriam um trabalho digno e uma vida digna para si e seus filhos.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça o seu comentário e nos siga no Twitter